quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

CHUVA CAUSA TRANSTORNOS E ENXURRADA ARRASTA CARROS NA ZONA LESTE DE SP

Região de Itaquera entrou em estado de alerta durante a tarde desta quarta


Forte chuva provoca alagamento na Rua Padre Viegas de Menezes, no centro de Itaquera, na zona leste de São Paulo, na tarde desta quarta-feira, 10.  (Foto: Sergio Neves/Estadão Conteúdo)

Um temporal que atingiu a cidade de São Paulo na tarde desta quarta-feira (10) causou estragos, principalmente na Zona Leste, que ficou em estado de alerta para enchentes por uma hora e meia. O Córrego Verde transbordou nas imediações da Avenida Jacu-Pêssego com a Avenida Imperador, em Itaquera, e a água arrastou carros.

O meteorologista Michael Pantera, do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), disse que as chuvas vieram do interior de São Paulo e pararam em cima da Zona Leste. O volume de água foi muito grande. Na região de Itaquera, choveu cerca de 60 mm nesta tarde, o que fez o córrego transbordar.

O restante da capital ficou em atenção para alagamentos entre 15h11 e 18h30 e houve interdição total no trânsito em seis pontos, como o túnel Jornalista Odon Pereira, a Rua Tomazzo Ferrara, a Avenida Itaquera e a Avenida Jacu-Pêssego, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências.

                   Um veículo urbano de carga (VUC) cai no córrego verde, no bairro de Itaquera, na zona leste de São Paulo, na tarde desta quarta-feira, 10. (Foto: WILLIAM VOLCOV/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Por causa da chuva, as linhas do Metrô 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás estavam com velocidade reduzida. O Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, também operou por instrumentos, mas sem restrições para pousos e decolagens, por causa do mau tempo.
O temporal perdeu força no início da noite, quando ainda havia chuvisco em pontos isolados.
Recuperação dos reservatórios
Apesar dos estragos, o temporal que atingiu São Paulo pode ajudar a elevar o nível de água na região de represas. Segundo o CGE, os reservatórios atingidos foram os do Sistema Cantareira, o Alto do Tietê e, com mais intensidade, o Guarapiranga. O meteorologista Michael Pantera, afirmou, no entanto, que ainda é cedo para comemorar.
"Essas chuvas de hoje não vão reverter o quadro da crise hídrica, mas ajudam a amenizar a situação", disse em entrevista à GloboNews. Segundo ele, as chuvas mais intensam estão em direção ao Cantareira, o que pode representar uma melhora do quadro ainda maior.
Forte chuva provoca alagamento na Rua Padre Viegas de Menezes, no centro de Itaquera, na zona leste de São Paulo, na tarde desta quarta-feira, 10.  (Foto: Sergio Neves/Estadão Conteúdo)Forte chuva provoca alagamento na Rua Padre Viegas de Menezes, no centro de Itaquera, na zona leste de São Paulo, na tarde desta quarta-feira, 10. (Foto: Sergio Neves/Estadão Conteúdo)

Dezenas de carros foram arrastados e encobertos pela água na Rua Padre Viegas de Menezes, no centro de Itaquera, na zona leste de São Paulo, durante o temporal que atingiu a cidade na tarde desta quarta-feira, 10. (Foto: SERGIO NEVES/ESTADÃO CONTEÚDO)


Populares tentam impedir a invasão da água depois da forte chuva que provocou diversos pontos de alagamento na Rua Padre Viegas de Menezes, no centro de Itaquera, na zona leste da capital paulista, na tarde desta quarta-feira (10). (Foto: WILLIAM VOLCOV/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Populares tentam impedir a invasão da água depois da forte chuva que provocou diversos pontos de alagamento na Rua Padre Viegas de Menezes, no centro de Itaquera, na zona leste da capital paulista, na tarde desta quarta-feira (10). (Foto: WILLIAM VOLCOV/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)