terça-feira, 30 de dezembro de 2014

HOMEM É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE QUITINETE EM RAPOSA

HOMEM É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE QUITINETE EM RAPOSA

Por volta das 17h desta terça-feira 30/12, Bruno Ricardo Rodrigues, 40 anos, foi encontrado sem vida em uma quitinete construída em forma palafita na Rua do Coqueiro, bairro do Garrancho no Município de Raposa.
O homem natural de Brasilia – DF tinha problema com álcool e drogas, morava no local que foi encontrado morto e não tinha familiares residentes na Cidade.
                  Por volta das 17h desta terça-feira 30/12, Bruno Ricardo Rodrigues, 40 anos, foi encontrado sem vida em uma quitinete construída em palafitas na Rua do Coqueiro, bairro do Garrancho no Município de Raposa.
Segundo informações de populares, Bruno fazia bico na beira da praia e recebia ajuda mensal de sua mãe que depositava dinheiro na conta de um vizinho e assim repassava a ele para compra de alimentação.

A mãe da vítima por três vezes viajou ao município de Raposa e convenceu o filho retornar para casa, porém, Bruno Ricardo insistia retornar ao mundo das drogas.
De acordo com o vizinho que recebia os repasses financeiros de Dona Arlina Rodrigues, ela sempre mandava via correios roupas e presentes ao filho. Ontem terça-feira 29/12, por exemplo, chegou um tablet, que horas depois foi vendido para compra de drogas e bebida.
 Aparentemente não havia sinais de hematomas, Bruno estava deitado com o peito e o rosto para baixo.

O corpo da vítima foi encontrado por vizinhos que notaram a ausência do viciado durante todo o dia. A porta da palafita estava fechada e teve que ser arrombada. Aparentemente não havia sinais de hematomas, Bruno estava deitado com o peito e o rosto para baixo, também não havia manchas de sangue no local.
“Os objetos e roupas estavam espalhados como sempre pelo quarto que ele morava sozinho” Disse um colega da vítima.
A polícia está no local e aguada o IML – Instituto Médio Legal para os procedimentos e remoção do corpo. A mãe já recebeu a triste notícia da morte do filho. Ainda não se sabe o motivo da morte de Bruno.