quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

“PREGADOR” ESTUPRA E MATA EVANGÉLICA DE 13 ANOS EM PARAUAPEBAS

O DESFECHO DO CASO DA MENINA ENCONTRADA MORTA EM PARAUAPEBAS 

 pregador safado

A Polícia Civil de Parauapebas trabalhou incansavelmente e deu a resposta que a população tanto queria. Na noite deste sábado (29) de novembro, o Delegado Thiago Carneiro, atual coordenador da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, anunciou para a imprensa local a prisão de Douglas Pantoja Corrêa, ele é autor da morte cruel da menina Bárbara Lira Ferreira.
Douglas Pantoja foi preso no município de São Domingos do Araguaia, que fica localizado a cerca de 210 KM de Parauapebas.

De dentro da igreja

Por mais que fosse evangélico e até mesmo pregador da palavra de Deus, Douglas Pantoja não teve nenhuma piedade da jovem Bárbara Lira, e segundo informações da Polícia, tudo leva a crer que ele, antes de golpear a garota com duas facadas, sendo uma no pescoço e outra no coração, manteve relações sexuais a força com a vítima.

Relembre o caso

pastorestupro

Aos gritos de “justiça, justiça, justiça!”, amigos e familiares da jovem Bárbara Lira Pereira, 13 anos, encontrada morta na manhã do  sábado (22) de novembro, demonstraram dor e revolta durante o enterro da adolescente assassinada, que aconteceu na segunda-feira (24) de novembro, em Parauapebas.
A cena do crime leva a crer que a vítima foi abusada sexualmente antes de ter sido assassinada a facadas. Um inquérito policial foi instaurado e agora a polícia tem prazo de 30 dias para tentar identificar o autor do homicídio e prendê-lo.
O corpo da garota foi encontrado por funcionários de uma obra perto da Praça da Bíblia, no Morro dos Ventos, por volta das 10 horas de sábado (22). Depois de encontrarem a menina já sem vida, os trabalhadores procuraram a 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil para informar sobre o cadáver.
O delegado plantonista Paulo Junqueira informou que o corpo da jovem apresentava aspectos que havia acontecido estupro antes da garota ser morta. “A calcinha estava ao lado do corpo, a saia estava levantada e havia uma embalagem de camisinha ao lado da vítima”, conta o delegado, acrescentando que Bárbara foi assassinada com dois golpes de faca, um no pescoço e outro no peito.
De acordo com informações cedidas por familiares de Bárbara, a vítima saiu da residência por volta das 23 horas da última sexta-feira (21) para atender a um encontro marcado através do aplicativo whatsapp.
Câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais próximos da casa da garota registraram o momento em que ela saiu de casa, montada na garupa de uma moto modelo Biz de cor branca, para rumo desconhecido, com um homem que ainda não foi identificado pelas autoridades policiais.
“Temos notícias de que ela teria recebido mensagens pelo whatsapp, para um encontro. Mas todas as linhas de investigação estão sendo apuradas. Não podemos dar nenhuma certeza, porque é preciso verificar todo tipo de informação até chegar a uma conclusão, para indiciar o autor e pedir a preventiva dele”, completa o delegado Paulo Junqueira.
A adolescente tinha um namorado de 16 anos e o relacionamento tinha o consentimento da família, sendo que os dois estavam pensando em marcar noivado em breve. O namorado de Bárbara afirmou que a última vez que viu a garota foi na quarta-feira (19), porém, não suspeitou de nada em relação ao crime cometido há dois dias depois. A menina era evangélica, congregava na Igreja Deus é Amor e estudava na escola municipal Carlos Henrique.

Do blog o 4º Poder