quarta-feira, 29 de julho de 2015

JOVEM MARANHENSE MORRE APÓS APLICAÇÃO DE "BOMBA" NO PÊNIS

Jovem maranhense morre após aplicação de "BOMBA" no pênis.

O jovem Yuri Mamede da Costa, que morreu depois de aplicar hidrogel no pênis, falava sobre uso de 'bomba' para definir os músculos

Laudo do Instituto Médico Legal, divulgado nesta segunda-feira (27), confirma que um jovem de 18 anos, identificado como Yuri Mamede da Costa, morreu após ter injetado hidrogel no próprio pênis, no interior de São Paulo. O garoto deve ser enterrado na próxima quarta-feira (29).

"Formou uma espécie de trombo nos vasos dele e esses trombos acabaram migrando para o pulmão", explicou ao iG o médico-legista Mário Marcos Abeid, responsável pelo laudo do óbito. "O histórico mostra que ele começou a sentir os sintomas quatro horas depois de ter aplicado. Não sabemos como ele adquiriu o produto."


Costa morreu na última sexta-feira (24) no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, cidade localizada a pouco mais de 300 quilômetros da capital paulista, de insuficiência respiratória – e, possivelmente, embolia pulmonar. Ele foi internado às pressas no local, mas não resistiu à aplicação do produto, que se espalhou pelo seu corpo.


O objetivo do jovem, segundo o médico-legista, era mesmo o de aumentar o pênis, que ficou deformado após a aplicação do produto. "Estava bem inchado", contou Abeid. "Há descrição na literatura médica da aplicação do hidrogel em outras áreas do corpo, mas eu nunca tinha visto no órgão genital. É assustador, ninguém deve fazer algo assim."


Em sua conta no Facebook, o rapaz costumava publicar fotos mostrando os músculos. Em um dos posts, falou sobre o uso de 'bombas', como são chamados os hormônios para aumentar a musculatura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.