quinta-feira, 16 de julho de 2015

São Luís volta a protagonizar cenas de barbárie com nova tentativa de linchamento

São Luís volta a protagonizar cenas de barbárie com nova tentativa de linchamento


Populares capturaram homem suspeito de assalto no Centro; é o quarto caso em menos de duas semanas


Homem foi espancado por populares no bairro do Apicun, no Centro de São Luís
Homem foi espancado por populares no bairro do Apicun, no Centro de São Luís (Foto: Reprodução / Leitor O ESTADO)






Menos de uma semana depois de um linchamento e duas tentativas, São Luís volta a protagonizar cenas de barbárie com a população tentando fazer justiça com as próprias mãos. No fim da manhã desta quarta-feira (15), um grupo de pessoas conseguiu pegar um suspeito de assalto, identificado como Maicon Andrade Souza, 30 anos, e, após alguém algemá-lo, espancá-lo de forma cruel.
No vídeo, é possível ouvir as pessoas usando palavras que mostram indignação com a onda de assaltos que assola a cidade e perguntando ao suspeito, citando o linchamento que aconteceu no São Cristóvão no dia 6 deste mês, se ele não viu o que aconteceu com os últimos bandidos que foram pegos pela população. O assaltante recebe vários socos e pontapés, além de “chicotadas” com ortiga. Um homem chega a bater no rosto dele com a faca que teria sido usada no assalto.
PARA ACESSAR O VIDEO : http://imirante.globo.com/oestadoma/noticias/2015/07/16/video-sao-luis-volta-a-protagonizar-cenas-de-barbarie-com-nova-tentativa-de-linchamento.shtml
O autor da imagens não quis se identificar, mas afirmou que o suspeito assaltou uma senhora dentro de um ônibus no Centro e, ao tentar fugir, foi capturado por populares. Segundo a fonte ouvida pela equipe de oestadoma.com, a cena do espancamento aconteceu no bairro do Apicun. “Ele usou uma faca para roubar o celular de uma senhora e, em seguida, saiu correndo por uma rua do Apicun. Eu estava com a minha filha em um hospital próximo deste local e pude ver ele fugindo. Em seguida, umas duas ruas depois, acho que por trás do Hospital Português, pude ver que ele foi pego pela população”, disse.
A testemunha afirmou também que o assaltante era usuário de crack. “Além da faca e do celular da senhora, ele estava com um cachimbo para fumar crack e um isqueiro”.
Cerca de trinta minutos após o espancamento, segundo a testemunha, a polícia chegou no local e levou o assaltante para a delegacia.
Encaminhado para Pedrinhas - Segundo informações da polícia, Maicon Andrade é natural do município de Viana e vive como morador de rua no Centro de São Luís. Ainda segundo informações da polícia, ele teria entrado em um ônibus da linha Jardim das Margaridas, no Cohatrac, e na Rua das Cajazeiras, já no Centro, anunciado o assalto. Em seguida, ele fugiu e a vítima do roubo teria corrido atrás dele e gritado para chamar atenção das pessoas que passavam pelo local.
Logo depois, ele foi pego na Rua do Outeiro, próximo ao prédio do antigo Colégio Marista. Após o espancamento, ele foi conduzido pela polícia para o plantão central do Parque do Bom Menino e, em seguida, foi encaminhado para o Centro de Triagem de Pedrinhas.
Outros casos de violência
No dia 6, Cleidenilson Pereira da Silva, de 29 anos, conhecido como Xandão, morreu depois ser espancado pelos moradores, após uma tentativa frustrada de assalto. Ele teve as mãos, pés e o corpo amarrados por uma corda e presos em um poste de energia elétrica. Logo em seguida, ele teve as roupas arrancadas e foi agredido com chutes, socos, pedradas e até mesmo garrafadas.Durante o assalto, Xandão estava na companhia de um adolescente de 17 anos que também foi agredido pelos populares. Ele foi levado para o 11º Distrito Policial (11º DP) e depois para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAÍ). Após ser ouvido, ele foi liberado.
Já na quarta-feira (8), Alisson Bruno da Costa, de 19 anos, conhecido como Xalau, abordou uma mulher identificada como Ednalva Ribeiro, de 30 anos, na Avenida 10 do Maiobão, e a forçou a parar com o intuito tomar-lhe a motocicleta. Ele tirou de forma brusca a condutora de cima do veículo e tentou levar a moto, no entanto, não conseguiu ligá-la. Ele então foi perseguido até próximo à praça do Viva, quando foi alcançado e agredido pelos moradores com socos e chutes. A polícia foi acionada e chegou ao local para interromper a sessão de espancamento.
No dia seguinte, quinta-feira (9), Darlan Oliveira dos Santos, de 20 anos, foi agredido na Forquilha, após tentar assaltar um coletivo. Ele foi impedido pelas pessoas, que logo em seguida iniciaram a sessão de espancamento. As agressões só cessaram após a chegada de uma equipe de reportagem da TV Mirante que começou a registrar o fato, inibindo os agressores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.